A fantasia da menina e a dor de privação (realizado em 07/11)

Neste webnário discutimos o conceito trazido pelo psicanalista J.D. Nasio sobre a privação. O ser privado de um objeto poderoso, na fantasia da menina a dor ignorada pelos pais e na atualidade, por muitas vezes em nosso consultório, o processo neurótico onde a mulher encontra a dor da privação. Uma mulher privada de ser ela mesma, de ser executiva, juíza e de ser Eva.

Administrador
Leia mais
É melhor ser alegre que ser feliz (realizado em 25/10)

Os versos da música de Vinícius de Moraes na verdade são “é melhor ser alegre que ser triste”, mas eu considero que uma das maiores tristezas de hoje é o desejo e a busca pela felicidade. Talvez você esteja se perguntando “como assim?!”, mas eu poderia dizer que nossos consultórios estão lotados de pessoas “desejando ser felizes.

Administrador
Leia mais
O Sentimento de Identidade e o Vínculo do Reconhecimento (realizado em 03/10)

Sabe aquele sentimento de “quem sou eu, afinal?”, e a busca por um re-conhecimento à partir daí? O sentimento de identidade pode ser compreendido como a sensação que o indivíduo tem de uma existência própria ao longo do tempo. Nas situações em que o sujeito se encontra psiquicamente enfraquecido, ele vê como se o seu "eu" estivesse fragmentado, o que o implica na desilusão sobre a sua identidade.

Administrador
Leia mais
Religião, entre o sagrado e o psíquico - Uma perspectiva estrutural da psicanálise (realizado em 06/09)

Uma introdução à discussão e reflexão sobre a relação entre o fenômeno religioso e a mente humana na perspectiva estrutural da psicanálise. Abordagem: Religião e Sagrado: conceitos e breve desenvolvimento histórico; A vivência do sagrado: rito, doutrina e moral; Freud e as estruturas religiosas; A crença pelas posições em Melanie Klein; Religião e psiquismo: neurose, psicose e perversão. 

Administrador
Leia mais
Desejo e reparação - O processo criativo na obra de Melanie Klein (realizado em 04/09)

O filme “Desejo e Reparação” do diretor Joe Wright será o meio expediente para discutirmos o estatuto da reparação e da criatividade na obra de Melanie Klein. Thanatos se manifestando como um impulso de destrutividade no sujeito neurótico o leva a um movimento constante entre a culpa e a reparação. Como a agressividade e destrutividade está presente durante toda a vida, Klein postulou que esse movimento ocorre por toda a existência de qualquer sujeito.

Administrador
Leia mais
Sobre o sentimento de solidão (realizado em 29/08)


O ponto de partida da psicanálise é sempre a clínica. Observa-se com facilidade como a angustia da solidão está presente no discurso dos pacientes. A partir de então, surgiu o desejo de entender melhor como os grandes teóricos da psicanálise versam sobre o sentimento de sentir-se retirado do mundo ainda que na companhia de outros. A intenção seria levantar pensamentos sobre a solidão interna do indivíduo aquela que, de acordo com Melanie Klein, constitui a todos.

Administrador
Leia mais
Onde foi que eu errei? Pais perdidos e filhos desgovernados (realizado em 15/08)

As relações entre pais e filhos nunca foram tão discutidas quanto hoje – pedagogia, psicologia, medicina e psicanálise são algumas das áreas de conhecimento que versam sobre o tema. Mas por que tantos pais se perguntam “onde foi que errei?”. Os pais nunca tiveram tanta informação sobre “bebês”, “crianças” e “adolescentes”, mas parecem se afogar no meio de tantas informações, as vezes contraditórias.

Administrador
Leia mais
As origens inconscientes no romantismo alemão (realizado em 20/07)

O movimento romântico alemão foi uma reação ao racionalismo do iluminismo. Foi nesse cenário que autores como Hamman, Shillher, Schelling, Goethe na Alemanha, William Blake na Inglaterra e Rousseau na França, por exemplo, criaram uma alternativa à lógica de Descarte, Voltaire, entre outros. Novas e velhas ideias como Deus e a Natureza se fundem em um movimento que vai influenciar gerações posteriores, ainda que de forma imperceptível.

Administrador
Leia mais