Revisitando o pensamento da Escola Inglesa de Psicanálise

Por Terezinha Cavalcante Feitosa1

Este trabalho resgata a concepção de diferente autores  da Escola Inglesa de Psicanálise a partir dos artigos de Hanna Segal (1955;1956); Betty Joseph (1975; 1987) Roger Money –Kyrle (1955); Irma Brenman Pick (1985); Edna O’ Shaughnessy (1987); Herbert Rosenfeld (1971). Esses autores resgatam conceitos trabalhados por Freud, Melaine Klein...

Administrador
Leia mais
Sexualidade: um breve ensaio

Por Marcelo Moya1

E também aqui "há trabalho suficiente para se fazer nos próximos cem anos – nos quais nossa civilização terá que aprender a conviver com as reivindicações de nossa sexualidade" S. Freud.

O que a sexualidade teria a ver com cada um de nós? Como lidar com este tema que há séculos se arrasta cercado de contradições, encantos, desencantos e até de mistérios? O que sabemos e o que ainda podemos aprender sobre isso? Qual o lugar da sexualidade neste mundo contemporâneo de múltiplas faces? Ainda é um tabu ou porventura teria assumido dimensões perversas na civilização?

Administrador
Leia mais
O complexo de Édipo revisitado: uma leitura de Násio

Por Terezinha Cavalcante Feitosa1

Este paper faz uma análise do Complexo de Édipo no menino de acordo com a concepção de Násio  (2007 p. 19-44).  As afirmações de autor (op.cit) sobre o Édipo no menino leva-nos a refletir tanto sobre nós quanto sobre aqueles que escutamos.  A reflexão sobre o tema instiga, durante a escuta do analisado, verificar como se deu o “afastamento” dos pais, ou seja, o processo de castração, posto que, se esse processo  for mal conduzido o sujeito poderá desenvolve determinado sintomas, e/ou dificuldades relacional tanto no que diz respeito ao aspecto afetivo quanto social, que na maioria das vezes os persegue durante toda a vida.

Administrador
Leia mais
Uma breve abordagem sobre os autores pós-kleinianos

Por Yuri Moreira Avallone¹

O objetivo deste trabalho é fazer uma leve abordagem do material trabalhado nos estudos sobre os Pós kleinianos, vamos tratar aqui apenas de partes dos artigos e não estes como um todo. Começando por Hanna Segal, dentro do artigo “Depressão no esquizofrênico”...

Administrador
Leia mais
Teoria e prática aplicados a um caso clínico de toxicomania

Por José Eduardo Fávaro¹

Um paciente (homem, 43 anos, dependente químico) chega ao consultório sorridente, após 19 dias sem fazer uso da cocaína, sem apresentar agitação, pupilas dilatadas ou agressividade... e que são condizentes com sua aparência, conduta e verbalização. Conta que está frequentando as reuniões da igreja e de um curso para adictos e está determinado a parar o seu vício.

Administrador
Leia mais
Identificação projetiva - alguns aspectos clínicos

Por Luana Menezes Guedes¹

É dominada pela necessidade do bebê de afastar ansiedades e impulsos, através da cisão do objeto - originalmente a mãe, bem como do self, da projeção dessas partes escindidas para dentro de um objeto, que é então sentido como, ou identificado como - essas partes escindida, o que colore a percepção que o bebê tem do objeto e sua subsequente introjeção.

Administrador
Leia mais
Algumas considerações clínicas sobre os autores pós- kleinianos

Por Andreia Rodrigues dos Santos1

H. S. em seu trabalho demonstra que existem aspectos depressivos na esquizofrenia. Dentro da posição esquizo-paranoide, pode haver um núcleo depressivo que é atingindo pelas interpretações das ansiedades persecutórias e seus mecanismos de defesa. O acesso a P.D. é momentâneo e cíclico.

Administrador
Leia mais