Freud e a "suspeita de si"

Por Vladimir Pinheiro Safatle1

RESUMO:
Texto inédito de Vladimir Safatle que faz a defesa da psicanálise a partir de dois ensaios centrais de Freud, lançados em nova tradução, e de obra que nega a eficácia da teoria freudiana. Em vez das certezas prometidas pela neurociência, Freud propôs um regime de "suspeita de si" para o alívio do sofrimento.

Administrador
Leia mais
Jantares inteligentes

Luis Felipe Pondé1

Você já foi a um jantar inteligente? Jantares inteligentes são frequentados por psicanalistas, artistas plásticos, músicos, atores, jornalistas, publicitários (com a condição de falar mal da publicidade), médicos (esses porque, como é sempre chique ser médico, não se dispensa médicos nunca), produtores, "videomakers", antropólogos, sociólogos, historiadores, filósofos.

Administrador
Leia mais
A filosofia de lavar a louça

 Luiz Felipe Pondé1

Estudar, contemplar, trabalhar. Um ato alimenta o outro, e os três formam o espírito.Fala-se muito de como o "Primeiro Mundo é isso e aquilo". Acho isso papo de vira-lata. Toda vez que você ouvir alguém falando que a Europa "é outra coisa", você está diante de um vira-lata rondando a lata de lixo dos outros.

Administrador
Leia mais
Paraíba masculina, mulher macho...

Por Ale Esclapes1

É comum nos consultórios hoje em dia um perfil de mulheres bem sucedidas, com filhos, separadas, que trazem como sofrimento não poderem acompanhar o crescimento dos seus filhos, sentindo-se profundamente culpadas.

Administrador
Leia mais
O anel que tu me deste

Por Ale Esclapes1

... era vidro e se quebrou. O amor que tu me tinhas, era pouco e se acabou.” Essa é uma pequena metáfora da confusão emocional que se estabelece entre mãe e filho, e que marca essa relação pelo resto da vida, deixando marcas profundas em cada um dos pares. E tudo isso com uma pequena contribuição do pieguismo social.

Administrador
Leia mais
Dialética do sofrimento: A relação recíproca entre paciente e analista¹

Por Cilene Domitila Martins Poli²

O presente projeto se propõe a estudar a relação, mais especificamente o compartilhamento de dor que ocorre entre alguns analistas e pacientes. Para tanto, introduz-se o tema da psicanálise e o cenário em que são feitos os atendimentos, já que é neste setting que ocorre a transferência do sofrimento, da dor psíquica; é aqui que reconhecemos a dialética deste fenômeno de compartilhamento, uma vez que alguns psicanalistas, profissionais, se veem divididos entre prática e teoria.

Administrador
Leia mais
Quando acontece a contratransferência no setting analítico¹

Por Ana Cristina Campos D'almeida2

Com este estudo pretendo desenvolver uma reflexão sobre o aspecto multidimensional do encontro analítico, bem como enfatizar a importância da existência de uma comunicação não linear e o quanto esta comunicação traduz os movimentos de transferência e contratransferência que fluem neste encontro e que lhe dão vida e significado.

Administrador
Leia mais
A fobia do pequeno Hans

Por Adilton Medeiros Costa1

No histórico do pequeno Hans Freud nos mostra um caso clínico de fobia, nos proporciona uma riqueza de detalhes referentes à teoria da sexualidade infantil. Assim como deixa claro o narcisismo primário e sua evolução para a relação de objeto.

Administrador
Leia mais
Uma visão do Caso Dora

Por Adrina Machado Gomes1

Dora iniciou sua análise quando ela estava com 18 anos, foi levada para tratamento por seu pai a quem Freud atendeu com sucesso em uma época em que ele apresentava um problema oriundo da sífilis. A paciente morava com seus pais e um irmão um ano e meio mais velho que ela. Dora era carinhosamente apegada ao pai que apresentou durante a vida diversas enfermidades e tinha na filha uma cuidadora, companheira e confidente.

Administrador
Leia mais