Donald Woods Winnicott Vida/obra

Por Ale Esclapes1

Para Winnicott (1979/1983), cada ser humano traz um potencial inato para amadurecer, para se integrar; porém, o fato de essa tendência ser inata não garante que ela realmente vá ocorrer. Isto dependerá de um ambiente facilitador que forneça cuidados suficientemente bons, sendo que, no início, esse ambiente é representado pela mãe.

Administrador
Leia mais
A paranóia e seus mecanismos

Por Denise Deschamps1

"Iremos encontrar no "Vocabulário da Psicanálise" de Laplanche e Pontalis a definição desse quadro descrito pela psicopatologia psicanalítica sendo "Psicose crônica, caracterizada por um delírio mais ou menos bem sistematizado, pelo predomínio da interpretação e pela ausência de enfraquecimento intelectual, e que geralmente não evolui para a deterioração.

Administrador
Leia mais
Perversão pela escola inglesa

Por Sérgio Rossoni1

"Desvio em relação ao ato sexual “normal”, definido este como coito que visa a obtenção do orgasmo por penetração genital, com uma pessoa de sexo oposto.
Diz-se que existe perversão quando o orgasmo é obtido com outros objetos sexuais (homossexualidade, pedofilia, bestialidade, etc.)

Administrador
Leia mais
Sobre o discurso na psicanálise

Por Ale Esclapes1

Iniciei há algum tempo uma leitura mais aprofundada de Lacan e aqueles que seguem seu ensino (como alguns gostam de serem designados). É muito interessante a diferença entre as formas de escrita nas diversas escolas de psicanálise.

Administrador
Leia mais
Sentido da vida

Por Contardo Calligaris1

Segurança ou liberdade?
PASSEI A SEMANA em Nova York e devorei "Só Garotos" (Companhia das Letras), o livro em que Patti Smith, poetisa, artista e roqueira, conta a história de seu amor por Robert Mapplethorpe, desde o encontro dos dois no parque de Tompkins Square, em 1967, até a morte do artista e fotógrafo, 20 anos depois, de Aids.

Administrador
Leia mais
Minhas Amebas queridas

Por Sérgio Rossoni1

“As pessoas e as coisas não nos perturbam, nós é que perturbamos a nós mesmos acreditando que elas possam nos perturbar”. (Albert Ellis – fundador da Terapia Emotiva Racional)
“Não existe nada bom ou ruim, o pensamento é que torna as coisas assim”. (Shakespeare)

Administrador
Leia mais
A psicanálise e a ideologia

Por Ale Esclapes1

Hoje, dia cinzento e frio em sampa, decidi por escrever artigos. Parece que escrever artigos é coisa de gente preguiçosa, mas a escrita exige uma certa reclusão que um dia assim proporciona.  A partir daí tive a ideia de escrever sobre o programa Café Filosófico (atenção nobre leitor, pois isso é muito perigoso, pois quem tem ideias são os idiotas, mas se quiser seguir em frente, é por sua conta e risco).

Administrador
Leia mais
Finalmente 2016

Por Sérgio Rossoni1 

Finalmente o Carnaval acabou e o ano começou... Quem já não escutou essa frase, ou disse isso?
A questão é que, o ano acaba de começar e eu sinto que o meu combustível interno esta vazio! – em outras palavras, nem bem o ano começou e eu já estou sem gás.

Administrador
Leia mais
Agressividade e psicanálise

Por Wagner  - Site brasilescola1

A Agressividade é constitucional e necessária para auto conservação e conservação da espécie, porque possibilita nos posicionarmos nas situações e construirmos coisas. Ela está relacionada à ação. Todos os seres humanos (e inclusive os animais) trazem consigo um impulso agressivo.

Administrador
Leia mais
6 Erros que os pais cometem na hora da bronca

Por Naíma Saleh1

Sim, pai e mãe pisam na bola de vez em quando, até mesmo quando a intenção é educar e ensinar o que é certo. Muitas vezes, quando seu filho apronta uma arte da-que-las (como decorar o teto do banheiro com papel higiênico molhado ou usar a parede da sala como tela para uma pintura feita com canetinha colorida) é muito fácil errar a mão na hora de chamar a atenção por pura irritação.

Administrador
Leia mais